Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

ZARCO

 

Não foste tu a nauta valoroso

Que descobriu a Ilha da Madeira?

Não foste tu, também, o ser ditoso,

Que aportou ao Funchal a vez primeira?

 

Di-lo que sim a História verdadeira,

Di-lo a glória real do Venturoso;

Afirma-o com orgulho a Pátria inteira,

O firmamento azul e o sol radioso!

 

Foste tu e só tu o nauta ousado

Que deu a Portugal mais uma filha,

- Este jardim à beira-mar plantado.

 

 

Foste tu e só tu, quem o desmente?

Não basta a comprová-lo a maravilha

Do Gama colossal e sua gente?...

 

 

 

MARINO, LuísIlha dos amores: poesias alegóricas à Madeira. [Funchal]: Editorial Eco do Funchal, 1957. p.2



publicado por BMFunchal às 03:12
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
29
30


links
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds