Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

 

Nasceu na freguesia de São Pedro, Funchal, a 21 de Fevereiro de 1843.
Filho de Joaquim Pinto Coelho e de Maria Carlota de Ornelas Linhares. É neto paterno do tenente coronel Joaquim Pinto Coelho, neto materno do morgado Aires de Ornelas Linhares e irmão dos jornalistas Frederico e Jacinto Pinto Coelho.
Casou com Carolina Augusta Teives, na freguesia de Santa Maria Maior.
Jornalista e poeta, iniciou o seu trabalho de jornalista em a Imprensa livre, colaborou também com jornais como: Direito; Voz do povo;  Estrella litteraria; A onda; Diário do Grão Pará, Almanaque de lembranças madeirenses; Almanaque de lembranças Luso-Brasileiro.
Durante muitos anos foi redactor do Diário de Notícias no qual escreveu variados poemas, folhetins e outros textos.
Segundo MARINO, desempenhou o lugar de chefe do Corpo de Polícia Civil do Funchal.

Folhetins de Diário de Notícias. (de 11 Out. 1876 a 10 Out. 1877)

Sonho e realidade. 14 Out. 1876. p.1,2
Mosaico; Ignoto deo. 21 Out. 1876. p.1
II Hymno dos estudantes do liceu do Funchal. 24 Out. 1876. p.1,2
O artista. 26 Out. 1876. p.1
Sonetos; Egoísmo; Miséria; Ignorância. 7 Nov. 1876. p.1
Azeitonas (A Faustino Brazão). 11 Nov. 1876. p.1
Aos náufragos do dia 11 Nov. 1876; Ave Mãe!. 15 Nov. 1876. p.1,2
O meu pae – pai.16 Nov. 1876. p.1,2
Anedota Histórica. 2 Dez 1876. p.1
Ao meu talentoso amigo Oliveira Mattos, na sua viuvez. 3 Jan. 1877. p.1
O progresso (Á distinta poetisa D. Joana de Castelbranco); Madame Roland (A César Ortigão); Os Girondinos (Ao meu talentoso e erudito amigo João Joaquim de Freitas)
16 Fev. 1877. p.1
Saudades. 25 Fev. 1877. p.1
Ao dia 26 de Março (Aniversário natalício…José Ferreira Pestana). 27 Mar 1877. p.1,2
O drama da Judea-judeia; O Nazareno; Na montanha; Em Jerusalém. 6 Abr 1877. p.1

No periódico: Imprensa livre poderá encontrar os seguintes poemas:

Caridade e pobreza; Tristeza. Nº 46
Devaneio; Saudação ao Brasil. Nº47,
Portugal e a Ibéria. Nº 49
Recordações de Gongora. Nº 65
A virgem e a rosa; As damas. Nº73
Um canto. Nº89
E ainda, no Nº 57, um artigo sobre o falecimento do Visconde das Nogueiras. Ler aqui. [JPEG] 717 Kb

Poderá encontrar uma compilação dos seus poemas em:
Harpa madeirense. Funchal: Typ.Academica, 1896. Ler O tísico. [PDF] 141 Kb
OLIVEIRA, Alfredo César de; MONTEIRO, José Leite, comp. - Flores da madeira. Funchal: Typ. da Imprensa Livre,1899
Folhas dispersas. Funchal: Tipografia Camões, 1899.
A reacção e progresso. Lisboa: Nova Livraria Internacional, 1877.

Faleceu no Funchal a 17 de Março de 1920 e foi a enterrar no cemitério das Angústias no dia 19 de Março. Ler artigo [JPEG] 333 Kb
Além dos periódicos regionais (Diário de Notícias e Diário da Madeira), o jornal Novos Horizontes, dirigido por Gilberto Marques, também fez alusão ao facto, como refere o Diário de Notícias de 24 de Março de 1920.


CAMARA, Jaime - Luiz d’Ornellas Pinto Coelho. Almanaque de lembranças madeirenses para 1908. Funchal: Burrea  de la Presse, 1907. p.80-85.
CLODE, Luís Peter – Registo bio-bibliográfico de madeirenses: sécs. XIX e XX. Funchal: Caixa Económica do Funchal, [1983]. P. 379.
MARINO, Luís – Musa Insular: poetas da Madeira. Funchal:Eco do Funchal,[1959]. P. 164-166.

 



publicado por BMFunchal às 11:33
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds