Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Nasceu no Funchal, em São Roque, a 21 de Dezembro de 1927. É filho de José da Silva e de Josefina de Jesus Freitas da Silva.

Depois de concluir a instrução primária, entrou no Seminário Diocesano em 1939, vindo a concluir o curso da Sagrada Teologia a 25 de Junho de 1953. Desde os 19 anos esteve ligado à rádio e à imprensa. Na “Estação Rádio da Madeira” organizou dois programas culturais: “Miscelânea” e “Leitura da Semana”. Fez parte do grupo coral:”Orfeão Madeirense”.

Trabalhou no Hospital da Santa Casa da Misericórdia do Funchal. Desposou Gizela Dias da Silva. Residia na Rua Santa Maria,115. Ver cartão visita.

Colaborou nos seguintes periódicos: O Jornal da Madeira; Diário de Notícias; Eco do Funchal; Re-nhau-nhau; A mocidade, Comércio do Funchal.

Assinava os seus textos como Sílvio, David, Procópio, J. Avlis e também J. Silva.

Faleceu a 28 Julho de 2002.

 

Tem uma vasta obra publicada. Os exemplares disponíveis na BMF foram, na sua maioria, gentilmente ofertados pelo autor. (A azul, as obras que não possuímos).

 

Catedral dos meus sonhos: sonetos e sonetilhos. Funchal: Ed. Autor, 1967

Madeira: Terra de encantos. Funchal: Ed. Autor, 1967

Oratório da saudade. Funchal: Ed. Autor, 1968

Melopeias insulares.Funchal: Ed. Autor, 1969

Sortilégios do sol-pôr. Funchal: Ed. Autor, 1969

Lucubrações dum poeta. Funchal: Ed. Autor, 1970

Rimas dum ilhéu. Funchal: Ed. Autor,1971

»»»Aguarelas da Madeira. Funchal: Ed. Autor, 1972

A mulher: estrela, flor ou anjo tutelar? Funchal: Ed. Autor, 1983

Camões, grande Camões. Funchal: Ed. Autor, 1984

Redondilhas ditadas por Lucina. Funchal: Ed. Autor, 1985

A Eneida de Virgílio em oitava rima. Funchal: Ed. Autor, 1987.

Pulcrolândia. Funchal: Ed. Autor, 1988

A Odisseia de Homero em oitava rima. Funchal: Ed. Autor, 1989

Seminário Diocesano do Funchal. Funchal: Ed. Autor, 1990

Musa brincalhona. Funchal: Ed. Autor, 1990

Musa Disciplinante. Funchal: Ed. Autor, 1991

Reis do Povo Luso. Funchal: Ed. Autor, 1992

As primícias do Infante. Funchal: Ed. Autor, 1994

Saudade: uma esquisita companheira. Funchal: Ed. Autor, 1997

»»»A Ilíada de Homero em oitava rima. Funchal: Ed. Autor, 1997

A companheira do homem. Funchal: Ed. Autor, 1998

»»»»As quatro estações do ano. Funchal: Ed. Autor, 1998

»»»»As ilhas do Açores. Funchal: Ed. Autor, 1999

»»»»Rainha do amor e da saudade. Alverca. 2001

»»»»Caleidoscópio. Funchal: Ed. Autor, 2002

Estrelas e flores. Funchal: Ed. Autor, 2003

 

Alguns poemas que encontramos no periódico Re-nhau-nhau entre os anos de 1973-1975:

 

Maria da Graça

Os Super Homens

Cantemos com o povo trovas a S. João

Ninguém entende certos esculápios!

Não que abandonar meu coração

O mais perfeito ser da Criação

Roma

Conversa de S. Pedro com Jesus

Certos homens não são como o oceano

Embora sem sandálias, sem burel

Filomena, tu és moça invulgar

Meu coração, habilidoso mago

Revelam os teus olhos a beleza

Deste aos pegos, meu Deus, tanta beleza!...

 

Bibliografia: MARINO, Luís – Musa insular: poetas da Madeira. [Funchal]: Eco do Funchal, [1959]. P..632-633.



publicado por BMFunchal às 10:14
mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30
31


links
pesquisar neste blog