Domingo, 01 de Julho de 2007

 

Nasceu na freguesia da Sé a 10 de Outubro de 1915. Segundo Luís Peter Clode, terá nascido um ano antes.

Filho de António Soares de Passos e de D. Amélia Capitolina Machado Pacheco Soares de Passos; irmão do Padre Emanuel José Freitas de Passos e de Isaura dos Passos Jardim, esposa de Alberto Figueira Jardim.

Frequentou o antigo  Liceu do Funchal até ao 5º ano.

 

Recebeu uma menção Honrosa nos jogos florais, promovido pelo Ateneu Comercial do Funchal, com o “Poema  Filosófico”, no ano de 1946.

 

A convite da Academia de Música da Madeira, adaptou para Português umas Lieder da música de Brahms apresentadas no Teatro Municipal do Funchal a 29 de Março de 1949. (Ler artigo de Luís Marino – “Adaptação poética livre de alguns Lieder de Brahms”)

 

Pertenceu à “Tertúlia Ritziana” (Ver neste blog o post The Ritz) da qual também faziam parte Jorge de Freitas, António Aragão, Herberto Hélder, Carlos Cristóvão, entre outros. Deste grupo nasceu a colectânea de poemas: Arquipélago.

 

Foi funcionário da Câmara Municipal durante 37 anos, vindo a reformar-se aos 57 anos. Segundo Fátima Dionísio, terá trabalhado na biblioteca/nesta instituição.

 

Foi sócio da Sociedade Portuguesa de Escritores.

 

Ofertou a sua colecção à Biblioteca Municipal do Funchal, aproximadamente 8000 obras que, ainda que organizada por este e por ordem numérica, necessita de tratamento técnico. Pelo facto, infelizmente, ainda não a podemos disponibilizar ao público.

 

Desta colecção pessoal, além de obras sobre a ilha, destacamos o trabalho minucioso de recolha, selecção e colagem de artigos de jornais ou transcrições dactilografadas dos mesmos.

 

Destaca-se a compilação de vários autores madeirenses, organizada em pequenos cadernos. Lamentavelmente, este trabalho fica um pouco incompleto, uma vez que parte dos volumes compilados não menciona a fonte de onde foram recolhidos.

 

Segundo Fátima Pitta Dionísio que privou com o escritor, este terá falecido a 10 de Outubro de 1989, embora a nossa pesquisa efectuada nos periódicos só tenha referenciado o seu falecimento 5 dias após a sua morte, num artigo da mesma autora. Ler aqui.

 

Ler artigo de João Luís Goes - “Florival de Passos, um poeta nato”

 

Bibliografia

Obras editadas:

Para além…: sonetos. Funchal: Edição do Autor, 1942.

Poemas do meu pecado: versos. Funchal: Edição do autor,1943.

Alpendre: sonetos e poemas. Funchal: Edição do Autor, 1946.

Dentro do meu silêncio. Funchal: Edição do Autor, 1947.

Reflexos. Funchal: Edição do Autor, 1952.

 

 

Segundo Luís Marino, Florival de Passos deixou os seguintes inéditos:

 

Cantigas,1929

Névoa,1931

Segredo,1933

Estrela de alva,1933

Princesa misteriosa,1935

Gotas de água,1936

Adágio,1942

Remorso,1943

Ideal bendito,1943

Viagem fantástica,1944 (Ler poema homónimo)

Palavras azuis, 1944

Escravo,1945

Perdão,1953

Rebate, 1958

Duas mulheres: peça em 3 actos,1938  (Ler até p. 18)

Vida errante: peça em 3 actos,1939

Deserto: peça em 3 actos, 1940

Mentiras e verdades: peça em quatro actos,1942

Quermesse,1956

A poesia do Dr. Manuel Silvério Pereira, 1957

Como eu vejo a poesia,

 

Além das obras referidas, encontramos também no seu acervo artigos dactilografados e manuscritos de obras não publicadas:

 

Carta aberta ao poeta Silvério Pereira, 1954.

Sonetilhos e poemas, 1952.

A flor da serra, s.d.

Para além…edição abandonada, 1940.

Os meus versos completos: sonetos, 1952.

Os meus versos completos: poesias diversas, 1952.

Poema do sonho, da dor, e do desencanto, 1941.

Colectânea de Poemas, s.d.

Velhos sonetos de amor: sonetos, s.d.

Honra: peça em dois actos, s.d.

Os Rebeldes: comédia em um acto, s.d.

A laranja do Califa: fantasia oriental: comédia em dois actos, s.d.

Louvores poéticos à Ilha da Madeira: colectânea, s.d.

 

 

Bibliografia:

MARINO, Luís – Musa Insular: poetas da Madeira. Funchal: Eco do Funchal, 1959. P.586-589.

DIONÍSIO, Fátima Pitta – Coordenadas da poesia de Florival dos Passos. Islenha nº8 (Jan.-Jun.1991) p.111-115.

DIONÍSIO, Fátima Pitta –Requiem por Florival dos Passos. Diário de Notícias-Madeira, 15 Out. 1989,p.8.

CLODE, Luís Peter – Registo bio-bibliográfico de madeirenses: sécs XIX e XX. Funchal: Caixa Geral de Depósitos. P.357



publicado por BMFunchal às 19:34
mais sobre mim
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
24
25
26
28

30
31


links
pesquisar neste blog